in

Inep: Até 40 mil candidatos podem ter tido notas erradas no Enem

Na última sexta-feira, 17 de janeiro, muitos candidatos do ENEM, o Exame Nacional do Ensino Médio, receberam os resultados de suas notas. Infelizmente, muitos tiveram uma surpresa ao verem que o desempenho havia sido muito menor do que o esperado.

O atual presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, divulgou uma nota neste sábado, 18 de janeiro, afirmando que cerca de 40 mil candidatos tiveram suas provas corrigidas erroneamente.

Estes candidatos são cerca de 1% do total de participantes da prova realizada nos dias 3 e 10 de novembro de 2019, mas assustou muitas pessoas que estavam contando com a nota para entrarem em uma faculdade.

Segundo o presidente, um erro aconteceu com as cores das provas nos gabaritos, visto que algumas pessoas receberam uma prova cinza e responderam o gabarito pensando nesta cor, mas tiveram sua prova corrigida com o gabarito da prova amarela. 

O INEP identificou o problema depois de diversas reclamações das redes sociais, mas garantem que o erro foi da gráfica. Até o final da averiguação, os candidatos não terão a sua nota final. O órgão ainda está tentando calcular a dimensão do problema. 

Quando o site oficial do INEP divulgar maiores informações sobre a situação dos estudantes que tiveram suas provas corrigidas erroneamente, você pode entrar na nossa página para conferir as medidas tomadas. 

O que você achou deste acontecimento? Acha que pode ter algo relacionado ao governo? Comenta aqui embaixo e compartilhe com os seus amigos para que eles comentem também! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Angélica fala abertamente tudo o que pensa sobre candidatura do marido Luciano Huck a presidência

Vírus ameaçador descoberto na China se espalha com força pelo mundo e OMS emite alerta